Descrição

Heitor dos Prazeres (1898-1966)
Óleo sobre madeira.
Assinado, localizado e datado do Rio de Janeiro de 1963.
Dim.: 33 x 47 cm

Compositor e pintor. Aos 20 anos, é conhecido como Mano Heitor do Cavaco e depois Mano Heitor do Estácio. "Mano" era uma denominação comum entre os sambistas. Heitor dos Prazeres compõe sambas em parceria e participa do início dos trabalhos e da fundação de escolas de samba, que se tornam importantes referências: Mangueira, Portela e Deixar Falar (futura Estácio de Sá). Circa 1937 passa a dedicar-se também à pintura, tendo alcançado em 1951 o terceiro lugar para artistas nacionais na 1ª Bienal Internacional de São Paulo, com o quadro Moenda. Ganha uma sala especial na 2ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1953. Cria ainda cenários e figurinos para o Balé do IV Centenário da Cidade de São Paulo, e, em 1965, Antônio Carlos Fontoura produz um documentário sobre sua obra. Em 1999, é realizada mostra retrospectiva no Espaço BNDES e no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), em comemoração do centenário de seu nascimento. Está representado nas principais colecções institucionais, privadas e públicas do Brasil e restante América Latina.

Heitor dos Prazeres (1898-1966)

   
Lote - 21

Base de Licitação: 59.23

Faça login para licitar
A sua raquete é o nº:
Neste leilão oferecemos duas opções:
1. Licitar de imediato oferecendo o valor proposto;
2. Selecionar uma licitação mais alta;
3. Em caso de empate de valor, o lote será entregue à licitação mais antiga.

Licitadores em Leilão

Raquetes Data e Hora(GMT) Valor
400 2018/12/14 10:16:30 59.23
Instale o Google Chrome para desfrutar de todas as funcionalidades do leilão.
Ref: 2018.10677

Partilhar